Jim Young/AFP
Jim Young/AFP

Michelle Obama chama Trump de racista

Ex-primeira-dama acusa presidente de incentivar medo em relação aos afro-americanos

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2020 | 16h50

WASHINGTON - A ex-primeira dama dos EUA, Michelle Obama, afirmou nesta terça-feira, 6, que o presidente Donald Trump é racista. Em um vídeo de 24 minutos em apoio ao candidato democrata à Presidência, Joe Biden, Michelle disse que a estratégia de Trump é assustar, dividir e promover teorias da conspiração – algo que, acredita, poderia destruir os EUA em caso de reeleição.

No vídeo, divulgado a quatro semanas da eleição, a ex-primeira-dama acusa Trump de injustamente incentivar "medos" em relação aos afro-americanos. 

Trump está "moralmente errado" ao intimidar os eleitores e ao "mentir" dizendo que as minorias vão arruinar os subúrbios da América, afirmou. 

"Novamente, o que o presidente está fazendo é claramente falso. Ele está moralmente errado e sim: ele é racista", afirmou a advogada, que é esposa do primeiro presidente negro dos Estados Unidos, Barack Obama

No entanto, Michelle alertou que essas táticas podem funcionar, principalmente porque os americanos não têm tempo ou energia para determinar se tudo o que é noticiado na mídia é verdade. 

"E uma coisa que o presidente realmente faz bem é usar o medo, a confusão e espalhar mentiras para vencer", acrescentou. 

Trump se define como o candidato da "lei e ordem" e repetidamente tem chamado os manifestantes contra a brutalidade policial e o racismo de extremistas violentos. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.