Mídia israelense fala em mais de 20 palestinos mortos

A mídia israelense informa que mais de 20 palestinos morreram quando um tanque e um helicóptero de Israel dispararam ?tiros de advertência? para deter uma passeata de milhares de palestinos desarmados que se manifestavam contra a demolição de casas no campo de refugiados de Rafa; hospitais palestinos confirmam 10 mortes, sendo cinco crianças, e mais de 50 feridos, muitos dos quais em estado crítico. Médicos sobrecarregados cuidam dos feridos no chão dos hospitais. O médico Moawiya Hassanain, do Ministério da Saúde palestino, disse que pelo menos 36 pessoas estão em estado crítico e que, de seis mortos já identificados, quatro eram crianças, com idades entre nove e 14. Os outros dois tinham 17 e 20 anos.Na noite desta quarta-feira, horas depois do massacre, a infantaria israelense foi vista entrando em uma nova área do campo de refugiados de Rafa, perto da cidade de mesmo nome. Há relato de troca de tiros, mas nenhum informe de baixas até o momento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.