Migração eleva população da União Européia

A população européia cresceu 0,3% no ano passado, graças uma vez mais à imigração, enquanto que alguns países que deixaram o comunismo perderam habitantes, informou a agência de estatísticas da União Européia (UE), Eurostat. A população dos 15 países da UE aumentou 0,3% em 2002 para 379 milhões, disse a agência. A imigração foi responsável por três quartos do aumento na Alemanha, Itália e Grécia. A República da Irlanda encabeça o crescimento demográfico da UE com 15,2 por mil, enquanto que a Alemanha ficou em último lugar, com 1,2 por mil.A média de expectativa de vida na UE em 2002 era de 81,6 anos para as mulheres (contra 77,2 em 1980) e 75,5 anos para os homens (70,5). Os mais altos índices foram registrados na Espanha para as mulheres, onde vivem até 83,1 anos, e na Suécia para os homens, até 77,7 anos. Os piores foram verificados na República da Irlanda, onde as mulheres chegam aos 78,5 e os homens aos 73.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.