Evan Vucci/AP Photo
Evan Vucci/AP Photo

Mike Pence chega à Coreia do Sul para tratar da tensão na Coreia do Norte

O vice-presidente dos EUA fará reuniões com líderes sul-coreano e japonês; ele visitará Japão, Indonésia e Austrália

O Estado de S.Paulo

16 Abril 2017 | 04h13

SEUL - O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, chegou à Coreia do Sul neste domingo, 16, para uma viagem de 10 dias pela Ásia. A visita se dá em meio à turbulência ao redor das ameaças da Coreia do Norte - que quer fazer avançar seu crescimento nuclear e capacidade de defesa - e pouco depois de o país ter disparado um míssil que falhou após o lançamento.

Pence será encarregado de expor as políticas dos EUA sobre a situação da Coreia do Norte em reuniões com com líderes na Coreia do Sul e Japão. A intenção é tranquilizar os dois países, dizendo que os EUA tomará as medidas apropriadas para defendê-los contra qualquer agressão norte-coreana.

A primeira viagem de Pence à Coreia do Sul carrega um significado pessoal. O pai dele, Edward, serviu no exército dos EUA durante a Guerra da Coreia e foi condecorado com a Estrela de Bronze em 15 de abril de 1953, 64 anos antes da partida do vice-presidente para a Coreia do Sul. A Estrela de Bronze fica exposta bo escritório de Pence.

O vice-presidente foi acompanhado da esposa e de duas filhas. Ele vai colocar uma coroa de flores no Cemitério Nacional de Seul e juntar as tropas americanas e norte-coreanas para uma comemoração do domingo de Páscoa numa igreja e depois um jantar. Pence contará também com paradas na Indonésia e Austrália. /Associated Press

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.