AP Photo/Michael Conroy
AP Photo/Michael Conroy

Mike Pence discutiu temas sensíveis em e-mail particular quando era governador de Indiana

Vice-presidente dos EUA admitiu ter adotado prática similar a usada por Hillary Clinton quando era secretária de Estado - fato amplamente criticado por Donald Trump durante a campanha eleitoral; e-mail teria sido invadido por hackers

O Estado de S.Paulo

02 de março de 2017 | 23h55

WASHINGTON - O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, usou uma conta de e-mail particular para discutir assuntos da administração pública quando era governador de Indiana, de acordo com nota divulgada nesta quinta-feira, 2, por seu gabinete.

A informação foi antecipada pelo jornal Indianapolis Star, que disse ainda ter obtido informações de que Pence teria trocado mensagens com assuntos sensíveis e questões de segurança interna usando o servidor particular. De acordo com o jornal, a conta de e-mail de Pence teria sido hackeada no ano passado.

Ao lado de Donald Trump, Pence foi um grande crítico durante a campanha eleitoral de prática similar adotada pela democrata Hillary Clinton quando ela era secretária de Estado. Entre outras coisas, ambos disseram durante a campanha que a atitude de Hillary teria colocado a segurança dos EUA em risco.

"De forma similar aos governadores anteriores, durante seu período à frente de Indiana Mike Pence manteve uma conta de e-mail nos servidores do Estado e uma conta de e-mail particular", disse o gabinete do vice-presidente.

As leis de Indiana não proíbem funcionários e autoridades públicas de usarem contas pessoais de e-mail para tratarem de assuntos oficiais, de acordo com o Indianapolis Star. Ainda de acordo com o jornal, depois de ter seu e-mail particular invadido em junho por um hacker que exigia o pagamento de um resgate em troca dos contatos, o governador teria criado uma nova conta no provedor de serviços Internet AOL.

As leis de Indiana exigem que todos os comunicações que lidam com assuntos estatais sejam armazenados e disponibilizados para solicitações de informações públicas, afirmou o Indianapolis Star. O gabinete de Pence afirmou que ele orientou um conselho independente a rever todas as suas comunicações como governador de Indiana para garantir que os e-mails relacionados com o Estado tenham sido transferidos e devidamente arquivados. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.