Omer Messinger / AFP
Omer Messinger / AFP

Milhares de alemães saem às ruas contra o nacionalismo

Manifestantes criticam partidos populistas às vésperas das eleições para o Parlamento Europeu

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2019 | 18h45

BERLIM -  Milhares de pessoas tomaram neste domingo, 19, as ruas de diversas cidades da Alemanha em favor da Europa e contra o nacionalismo, a uma semana das eleições europeias.

Em Berlim, 20 mil manifestantes, segundo os organizadores, marcharam da Alexanderplatz à Coluna da Vitória, no Parque Tiergarten. Os atos também reuniram milhares de pró-europeus em Frankfurt, Hamburgo, Colônia e Munique.

As manifestações fazem parte da jornada de mobilização europeia “contra o nacionalismo” em vários países europeus, convocada por mais de 250 organizações, incluindo Attac, Pro Asyl e Campact.

Em Viena, onde a coalizão governista entre conservadores e a extrema direita caiu em virtude de um esquema de corrupção no fim de semana, cerca de 6 mil pessoas foram às ruas de acordo com os organizadores.

As eleições europeias de 26 de maio, que provavelmente serão marcadas por uma alta abstenção e bons resultados para as formações nacionalistas, decidirão “a futura direção da União Europeia”, segundo o slogan dos manifestantes alemães, que chamaram os europeus a lutar contra o nacionalismo e por uma Europa democrática, pacífica e unida. 

Em um país onde os Verdes têm avançado, mas onde a extrema direita defende ideias céticas quanto ao clima, os simpatizantes ecologistas se mobilizaram em grande número. Artistas, incluindo o escritor alemão Ingo Schulze e o diretor polonês Pawel Lysak, discursaram no final do evento, no Portão de Brandemburgo.

Os partidos nacionalistas, que organizaram no sábado em Milão um grande evento contra a imigração, o Islã e a “oligarquia” de Bruxelas, esperam fazer do grupo Europa das Nações e Liberdades (ENL) a terceira força do Parlamento Europeu. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.