Milhares de haitianos prestam apoio a presidente deposto

Mais de 5.000 simpatizantes do presidente deposto do Haiti, Jean-Bertrand Aristide, protestaram em Porto Príncipe. Eles pediam o retorno do líder e acusavam os Estados Unidos de tê-lo obrigado a fugir. A passeata começou na favela de Bel Air e seguiu até os arredores do palácio presidencial. Muitos manifestantes vestiam camisetas ou empunhavam cartazes com o rosto do ex-presidente enquanto outros gritavam "George Bush seqüestrou Aristide" e "Mobilizem-se pelo retorno de Aristide!"Aristide deixou o Haiti em 29 de fevereiro, quando rebeldes ameaçavam atacar a capital. O ex-presidente goza atualmente de asilo temporário na África do Sul. Ele alega ter sido seqüestrado por agentes americanos. O governo dos Estados Unidos nega a acusação. Dezenas de fuzileiros navais americanos patrulharam a rota da passeata. O batalhão de choque da polícia haitiana estava pronto para agir, mas não há relatos de violência.Os manifestantes reclamavam que novas eleições presidenciais não serão legítimas se Aristide não tiver o direito de concorrer. Aristide diz ter o desejo de retornar um dia, mas as condições precisam ser adequadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.