Milhares de iraquianos protestam contra ataque a santuário

Milhares de iraquianos enfurecidos clamavam por vingança neste sábado, do lado de fora do santuário do Imã Ali, atingido por uma explosão na sexta-feira. No atentado, morreram mais de 100 pessoas, incluindo um dos principais líderes xiitas do país, o aiatolá Mohammed Baqir al-Hakim. ?Nosso líder Al-Hakim se foi. Queremos o sangue dos assassinos de Al-Hakim?, gritava uma multidão de 4.000 homens em Najaf, a sudoeste de Bagdá.Dezenas de milhares de fiéis encheram o santuário e as ruas ao redor para o funeral das vítimas. A via principal de acesso à mesquita foi liberada apenas para pedestres. Moradores foram vistos carregando caixões para o sepultamento.Cerca de 3.000 xiitas protestaram em frente ao quartel-general das forças de ocupação em Bagdá, acusando os americanos pela falta de segurança que permitiu a morte de Al-Hakim. A manifestação se dispersou pacificamente depois de uma hora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.