Milhares de palestinos manifestam apoio a Saddam Hussein

Milhares de palestinos empunharam fotos de Saddam Hussein e manifestaram nesta sexta-feira seu apoio ao líder iraquiano ao mesmo tempo em que os israelenses faziam fila para receber máscaras de gás pelo temor de um ataque caso os Estados Unidos declarem guerra a Bagdá.Ainda nesta sexta-feira, o grupo islâmico Hamas assumiu a autoria de um ataque frustrado com um barco carregado de explosivos. Uma patrulha naval israelense disparou contra aembarcação, provocando uma grande explosão no norte de Gaza.O Hamas não revelou qual era o alvo original do ataque, mas diversos assentamentos judaicos são localizados na região costeira da Faixa de Gaza.Em Gaza, cerca de 3.500 pessoas reuniram-se nas ruas da cidade com bandeiras iraquianas e retratos de Saddam. Alguns gritavamfrases como "querido Saddam, ataque Tel-Aviv", resgatando um antigo lema muito pronunciado durante a Guerra do Golfo, travada em 1991.Escoltado por três guarda-costas armados com metralhadoras, Abdel Aziz Rantisi, um líder do Hamas, disse aos jornalistas quea manifestação é uma evidência do grande respaldo ao Iraque entre os palestinos."O povo palestino e o povo iraquiano estão na mesma trincheira de resistência contra a agressão e contra a injustiça", destacou ele.No entanto, o líder palestino Yasser Arafat, que em 1991 apoiou Saddam Hussein, absteve-se de manifestar publicamente qual sua opinião desta vez. A polícia palestina, por sua vez, permitiu a livre manifestação dos simpatizantes do presidente iraquiano.No principal complexo comercial de Jerusalém, dezenas de israelenses fizeram fila para comprar máscaras protetoras antigás por temor a uma guerra, cuja possibilidade aumentou ontem, com a descoberta de supostas ogivas químicas vazias nos arredores de Bagdá. Boa parte dos 6,6 milhões de habitantes de Israel recebeu máscaras de proteção distribuídas pelos militares nos últimos anos.O Ministério de Defesa de Israel deverá assinar nas próximas semanas um contrato para a produção de máscaras antigás aperfeiçoadas com uma bomba de ar que funciona a pilhas e sãomais confortáveis, especialmente para pessoas com barba, disse Rachel Niedak Ashkenazi, porta-voz do ministério.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.