Milhares de pessoas precisam de ajuda em Mianmar, diz ONU

A Organização das Nações Unidasestima que "centenas de milhares" de pessoas precisam de ajudadepois que um ciclone matou aproximadamente 22.500 pessoas,disse uma importante autoridade humanitária da ONU nestaterça-feira. "Infelizmente não podemos dizer quantas pessoas precisam deauxílio", disse Rashid Khalikov, diretor do escritório da ONUpara a coordenação de assuntos humanitários, a jornalistas emNova York. "Entendemos que o número esteja entre centenas demilhares de pessoas". Khalikov também fez um apelo a Mianmar para que o governoemita vistos para funcionários de auxílio da ONU que tentamentrar no país nos dias seguintes ao ciclone, da mesma maneiraque os governos de Paquistão e Irã fizeram quando desastrososterremotos afetaram seus países. O diretor acrescentou que o secretário-geral da ONU, BanKi-moon, pediu que o governo coopere com as Nações Unidas paragarantir que ajuda chegue às pessoas em áreas afetadas. Uma porta-voz da ONU disse que Ban escreveu uma carta aogeneral da junta militar que governa o país, Than Shwe, mas serecusou a dizer se o secretário-geral havia mencionado aquestão dos vistos para funcionários da ONU.Khalikov foi perguntando se tinha um segundo plano para o casode o governo de Mianmar, antiga Birmânia, se recusar a emitirvistos para funcionários da ONU. "O segundo plano é fazer umapelo (ao governo) para que sejam emitidos vistos", disse. (Reportagem de Louis Charbonneau)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.