Milhares de pessoas se despedem de Giovanni Agnelli

Milhares depessoas - entre eles atletas, políticos, empresários e operáriosanônimos - desfilaram neste sábado diante do ataúde simples demadeira do patriarca de Fiat Giovanni Agnelli, rendendohomenagem a um homem cujo enorme império financeiro influencioua vida de milhões de italianos. Agnelli, de 81 anos, sofria de um câncer e morreu nasexta-feira, pondo fim a décadas de atuação que fizeram dele oempresário mais proeminente da Itália e um símbolo elegante darecuperação e prosperidade do país no pós-guerra. O corpo de Agnelli foi exposto hoje na galeria de arteque ele inaugurou no ano passado na ex-fábrica de Lingotto, daFiat. Milhares de pessoas ocupavam a pista no teto da edificaçào que em outros tempos funcionou como pista de provas de seusautomóveis, esperando sua vez de entrar na galeria, passar juntoao ataúde e apertar as mãos dos familiares de Agnelli e deexecutivos da Fiat. A maioria dos que esperaram horas para ver o corpo dofalecido - cercado por arranjos florais discretos e bandeiras desua equipe de futebol, o Juventus - nunca o haviam visto em vida embora suas próprias vidas tivessem sido afetadas por ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.