Milhares de sírios cruzam a fronteira com o Líbano

Violentos confrontos entre o exército sírio e rebeldes que tentam derrubar o presidente Bashar Assad na região central da Síria levaram milhares de pessoas a buscarem refúgio no vizinho Líbano, informaram hoje testemunhas e funcionários da Organização das Nações Unidas (ONU).

AE, Agência Estado

17 de novembro de 2013 | 15h38

O governo sírio lançou nos últimos dias uma ofensiva nas colinas de Qalamoun, que se estende de Damasco até o Líbano, em uma tentativa de cortar a linha de suprimentos aos rebeldes que controlam enclaves nas proximidades da capital síria.

O fluxo de refugiados intensificou-se a partir da sexta-feira, quando os confrontos se agravaram. Estima-se que mais de 10 mil pessoas tenham atravessado no fim de semana a fronteira com destino a Arsal, disse Bassel Hojeiri, um ex-prefeito da cidade libanesa.

Dana Sleiman, do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), disse que cerca de mil famílias atravessaram a fronteira no fim de semana, mas como a maior parte ainda não se cadastrou junto à ONU ainda não é possível apresentar números mais precisos.

Ela observou que a maioria das famílias chegou apenas com a roupa do corpo e alguns pertences em mochilas. O Acnur está distribuindo cobertores, colchões, alimentos, fraldas e itens de higiene aos refugiados. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
SíriarefugiadosLíbanoONUAcnur

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.