Milhares fazem protesto contra governo em Istambul

Milhares de pessoas se reuniram na praça Taksim, em Istambul, neste sábado para protestar contra a reação violenta da polícia em manifestações contrárias ao governo que vêm ocorrendo na Turquia há cerca de um mês. Policiais antichoque bloquearam o centro da praça, símbolo da série de protestos que se espalhou pelo país, por cerca de duas horas enquanto os manifestantes cantavam "Renuncie, governo", mas não houve novos episódios de violência.

SERGIO CALDAS, Agência Estado

29 Junho 2013 | 20h13

A multidão também denunciou a morte de um manifestante no sudeste do país, ocorrida ontem, após soldados abrirem fogo na direção de aldeães que protestavam contra a expansão de um posto do exército.

A turbulência na Turquia teve início após a repressão policial de um pequeno ato pela preservação do parque Gezi, próximo à praça Taksim, em 31 de maio. O caso acabou dando início a uma onda de manifestações contra o governo de origem islâmica do primeiro-ministro Recep Tayyip, que é visto como um líder cada vez mais autoritário.

Aproximadamente 2,5 milhões de pessoas tomaram as ruas de dezenas de cidades turcas desde então, segundo as estimativas mais recentes da polícia, no que acabou se tornando o maior desafio já enfrentado pelo governo atual.

As manifestações deixaram ao menos quatro mortos e quase 8 mil feridos, de acordo com números da Associação Médica da Turquia, embora a violência tenha diminuído desde que a polícia expulsou manifestantes do parque Gezi há duas semanas. Com informações da Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
protestoTurquiagoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.