Milhares protestam contra energia nuclear na Alemanha

Milhares de pessoas protestaram hoje perto de várias usinas nucleares na Alemanha para pedir o fim rápido no uso da energia atômica. Ativistas contra o uso da energia nuclear se manifestaram perto das 12 usinas atômicas do país, um dia antes do 25.º aniversário do desastre nuclear de Chernobyl, na Ucrânia. Eles pediram que a Alemanha pare de usar em breve a usina nuclear e que as plantas sejam desativadas.

AE, Agência Estado

25 de abril de 2011 | 14h27

Outros manifestantes também fizeram protestos ao longo do rio Reno e pediram o fechamento da usina nuclear francesa de Fessenheim, perto da fronteira alemã e na Alsácia. A usina é uma das mais antigas da França em operação.

A crise nuclear do Japão, provocada com o acidente na usina de Daiichi, em Fukushima, após o terremoto e subsequente tsunami em 11 de março, deu novo fôlego aos ambientalistas alemães, que são contrários ao uso da energia atômica. O desastre no Japão também levou o governo alemão a congelar os planos para estender a vida útil das usinas nucleares no país. O desastre também ordenou o fechamento temporário dos sete reatores mais velhos, e o país passou a buscar uma transição mais rápida para o uso de energias renováveis. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhaprotestoenergia nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.