Milhares protestam contra governo na Bulgária

Milhares de pessoas realizaram hoje um protesto contra o governo da Bulgária, no centro de Sófia. Os manifestantes pedem a queda do governo de direita da Bulgária. "Hoje é o primeiro dia de nossa primavera de descontentamento", afirmou o parlamentar do Partido Socialista Rumen Ovcharov, em discurso.

AE, Agência Estado

26 de março de 2011 | 15h34

"Não podemos estar felizes com um governo que é o mais corrupto, o mais irresponsável, o mais mentiroso, o mais propenso à pressão externa e o mais propenso à corrupção e ao nepotismo", afirmou o deputado. "Renúncia", gritava a multidão.

Organizadores disseram que a manifestação reuniu 16 mil pessoas. Um jornalista da France Presse estimou o número de pessoas em 4 mil. Os manifestantes, em sua maioria mais velhos, levavam bandeiras vermelhas e vaiavam o governo do primeiro-ministro Boyko Borisov. O premiê não cumpriu sua promessa de melhorar o padrão de vida e reformar o sistema previdenciário e de saúde do país.

A média salarial na Bulgária é de 700 levs (US$ 504). Já a aposentadoria média mal passa de 260 levs. Uma economia pequena e aberta, altamente dependente de exportações para a União Europeia, a Bulgária foi bastante atingida pela crise financeira e econômica da Europa. Em 2010, o país teve apenas 0,2% de crescimento. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Bulgáriapolíticaprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.