Milhares protestam em Moscou contra eleição de Putin

Manifestantes não reconhecem vitória e denunciam suposta fraude

AE, Agência Estado

10 de março de 2012 | 10h49

Mais de 20.000 pessoas foram a uma avenida central de Moscou neste sábado para protestar contra a vitória de Vladimir Putin nas urnas e denunciar supostas fraudes nas eleições presidenciais do último domingo na Rússia.

Putin, que foi presidente russo entre 2000 e 2008 e nos últimos quatro anos atuou como primeiro-ministro, foi eleito para um mandato de seis anos depois de obter 64% dos votos no pleito realizado no último fim de semana.

Observadores eleitorais constataram numerosas violações durante a votação do último domingo, mas consideraram a eleição presidencial mais transparente que o pleito para a escolha do Parlamento, realizado em dezembro do ano passado.

Ainda assim, manifestantes que saíram às ruas de Moscou neste sábado disseram que "não reconhecem" o resultado da eleição. "Não houve eleição. Não temos presidente", dizia uma faixa empunhada pelos participantes.

A manifestação de hoje, no entanto, foi consideravelmente menor em comparação com outros protestos recentes, especialmente as que sucederam as eleições legislativas. As informações são da Associated Press.

 

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaprotestosPutinelieções

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.