Milhares protestam na Venezuela contra Maduro

Milhares de venezuelanos protestaram neste sábado em parques e praças contra um projeto aprovado pela Assembleia que permite ao presidente do país, Nicolás Maduro, governar por meio de decretos. A manifestação foi organizada pelo líder da oposição, Henrique Capriles, e também se voltou contra uma série de problemas econômicos, incluindo a enorme inflação, a rápida depreciação da moeda local, a falta de itens básicos de consumo e alimentação, os constantes apagões e a corrupção generalizada.

AE, Agência Estado

23 de novembro de 2013 | 18h33

"Eu nunca vi as coisas tão ruins assim. É preciso pegar fila logo cedo para comprar farinha, açúcar e óleo de cozinha. A gente não acha comida nem peças pro carro. Esse país está sendo destruído", comentou o consultor de segurança José Delgado, de 56 anos, durante um protesto no centro de Caracas.

Maduro, que completa 51 anos neste sábado, disse que pretende enfrentar os problemas econômicos do país por meio dos poderes legislativos que lhe foram concedidos pela Assembleia. Ele afirmou que precisa dessa autoridade para lançar uma "ofensiva" contra líderes empresariais gananciosos e inimigos políticos, que seriam responsáveis por manipulações de preços e por tentar desestabilizar a economia.

As duas primeiras leis aprovadas por Maduro com seus novos poderes foram para limitar os lucros das empresas e criar uma nova agência estatal para fiscalizar as exportações e importações. Na semana passada o presidente desencadeou uma onda de compras de fim de ano, ao obrigar algumas lojas a reduzir preços em até 50%, o que causou enormes filas em shoppings e centros comerciais. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELAOPOSIÇÃOPROTESTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.