Milhares protestam no Haiti contra o presidente Martelly

Milhares de pessoas protestaram neste sábado no Haiti contra o governo do presidente Michel Martelly, pedindo sua renúncia. Com o apoio de partidos de oposição, os manifestantes alegam que Martelly não tem feito o suficiente para aliviar a fome no país desde que tomou posse, em maio de 2011.

PORTO PRÍNCIPE, 29 (AE), Agência Estado

29 de março de 2014 | 15h49

Carregando cartazes e cantando canções de protesto, os manifestantes também reclamaram que as eleições legislativas e locais estão sendo adiadas há mais de dois anos. Pressionado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pelos Estados Unidos, Martelly tem dito que pretende realizar as eleições este ano, mas ainda não estabeleceu uma data.

A ONU mantém uma força de paz no Haiti, chamada Minustah, que é liderada pelo Brasil. A missão foi criada em 2004, após um período de insurgência depois da deposição do presidente Jean-Bertrand Aristide. A miséria no país foi agravada pelo terremoto de 2010, que deixou dezenas de milhares de mortos e quase 1,5 milhão de desabrigados. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
HaitiprotestoMartelly

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.