AFP PHOTO/GIANLUIGI GUERCIA
AFP PHOTO/GIANLUIGI GUERCIA

Milhares protestam na África do Sul contra ataques a imigrantes

Ao menos sete pessoas morreram nos últimos dias em virtude de violência; manifestações ocorreram em Johanesburgo e Durban

O Estado de S. Paulo

23 de abril de 2015 | 15h42


JOHANESBURGO - Milhares de pessoas fizeram uma manifestação no centro de Johanesburgo, a maior cidade da África do Sul, nesta quinta-feira, 26, para protestar contra os ataques a imigrantes ocorridos no país nas últimas semanas e deixaram sete mortos.

Os manifestantes caminharam pelo centro da cidade e passaram por alguns bairros onde vivem muitos imigrantes, boa parte deles de países africanos. O grupo cantava, soava apitos e batia tambores. Crianças com uniformes escolares se misturaram aos ativistas. Muitas pessoas carregavam cartazes onde se lia "África Unida" e "Diga não à Xenofobia".

Cenas de violência contra imigrantes neste mês foram vistas em Johanesburgo e em Durban em meio à visão de parte da população de que os imigrantes estariam tomando oportunidades de empregos dos cidadãos do país.

Adria Kayitare, imigrante de Ruanda que vive na África do Sul há nove anos, afirmou que se juntou à marcha de hoje porque acredita que ela enviará uma mensagem forte para os sul-africanos que participaram da violência e dos ataques a lojas pertencentes a imigrantes. "Pelo menos as pessoas verão que nem todo mundo é xenófobo", disse. /AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.