Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Milícia islamita toma cidades estratégicas na Somália

A milícia islamita al-Shabab, considerada terrorista pelos Estados Unidos, tomou hoje duas cidades estratégicas na Somália. É o último avanço territorial da insurgência, que ganha força no país. A milícia tomou El Dheer, no centro, e Qoryoley, no sul do país. A intenção do grupo é ganhar território do fraco governo apoiado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e por tropas etíopes. O avanço do grupo formou uma base estratégica no centro do país, onde já controla Kismayo, a terceira maior cidade somali.Al-Shabab, que significa "a juventude", é o braço militar da União das Cortes Islâmicas, partido islâmico que controlou boa parte do país na segunda metade de 2006. O grupo quer impor a sharia (lei islâmica) e lança ataques diários contra as tropas locais e da Etiópia.A guerra civil entre islamitas e o governo de transição é complicada por redes intricadas envolvendo clãs e pelo envolvimento da Eritréia, que apóia os islamitas, e da Etiópia, favorável ao governo.O Al-Shabab luta desde 2006, quando a União das Cortes Islâmicas foi deposta por tropas etíopes. A Somália não tem um governo que controle o país de fato desde 1991, quando o ditador Mohammed Siad Barre foi deposto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.