Milícia palestina dispara foguete Qassam contra o sul de Israel

Milicianos palestinos dispararam nesta quinta-feira um foguete Qassam contra território israelense, o décimo nas últimas 24 horas, apesar do cessar-fogo na região desde 26 de novembro.O foguete caiu numa área desabitada nos arredores da cidade de Sderot, sem causar danos nem vítimas, confirmou um porta-voz da Prefeitura.É o décimo foguete lançado de Gaza nas últimas 24 horas. Israel reconsidera a conveniência do cessar-fogo, decretado em 26 de novembro. Fontes próximas ao primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, disseram à rádio pública que "por enquanto Israel continuará com a política de contenção".A fonte acrescentou que a política será mantida "enquanto se acalma a situação nos territórios palestinos", onde desde terça-feira à noite reina uma segunda trégua, interna, entre as milícias dos movimentos Fatah e Hamas.No entanto, Olmert convocará na próxima semana o gabinete de assuntos de segurança para analisar a situação.O cessar-fogo entre Israel e a ANP foi declarado após um período de ataques mútuos que começou em 25 de junho, data da captura do soldado israelense Gilad Shalit por milícias palestinas.As operações israelenses causaram a morte de centenas de palestinos. A cidade de Sderot, por sua vez, tem sido submetida a uma chuva de foguetes disparados de Gaza.A Jihad Islâmica informou em comunicado divulgado na quarta-feira, após os primeiros seis foguetes, que o ataque era a "primeira represália" pela morte de dois de seus milicianos no distrito de Jenin, horas antes, numa batida israelense.Olmert afirmou ontem que a paciência de Israel tem limites. "A contenção não pode durar indefinidamente. Desde a declaração da trégua caíram mais de 40 foguetes e os disparos continuam", disse o primeiro-ministro israelense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.