Milícia pró-Rússia derruba helicóptero e mata 14 militares ucranianos

Milícia pró-Rússia derruba helicóptero e mata 14 militares ucranianos

Governo interino confirma ataque rebelde; confrontos continuam em Slaviansk

O Estado de S. Paulo,

29 Maio 2014 | 08h20

KIEV - Milícias separatistas pró-Rússia derrubaram um helicóptero da Força Aérea Ucraniana nesta quinta-feira, 29, nos arredores de Slaviansk, foco de confrontos entre rebeldes e o governo central no leste da Ucrânia. Todos os 14 militares a bordo morreram.

"Derrubamos um helicóptero do Exército ucraniano. Neste momento há ações militares na cidade de Mandrichino (nos arredores de Slaviansk) e vários imóveis civis foram incendiados", disse um porta-voz rebelde à agência russa Interfax.

 Na aeronave, havia 13 soldados e um general. O governo interino de Kiev confirmou as baixas. "Hoje recebi informação de Slaviansk de que terroristas derrubaram nosso helicóptero que levava soldados. Quatorze militares morreram, incluído o general Kulchitski", afirmou o presidente interino da Ucrânia, Alexander Turchinov.

Essa foi uma das mais pesadas baixas infligidas pelos rebeldes ao Exército em dois meses de distúrbios nas regiões orientais da Ucrânia e se segue a uma pesada ofensiva das forças do governo na qual pelo menos 50 rebeldes foram mortos no começo da semana. Os confrontos prosseguem nos arredores de uma estação de trem de Slaviansk e na cidade de Semionovka. 

O líder da autoproclamada República Popular de Donetsk, Denis Pushilin, disse que os corpos de milicianos mortos nesta semana serão levados para a Rússia, em um indício de envolvimento direto das tropas russas no conflito. "Aqueles que eram voluntários de Rússia serão levados para a Rússia hoje", disse. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Ucrânia Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.