Militante islâmico é condenado a 8 anos de prisão por ataque em Bali

Juízes indonésios sentenciaram um militante islâmico a oito anos de reclusão por ter dado abrigo a um suposto mentor dos atentados suicidas que provocaram a morte de 20 pessoas em Bali, em 2005. O veredicto anunciado nesta terça-feira é o primeiro referente aos ataques de 1º de outubro do ano passado.Abdul Aziz, de 30 anos, gritou "Deus é grande" e abraçou seu advogado no momento em que a decisão foi lida no tribunal distrital de Denpasar, capital da paradisíaca ilha indonésia de Bali.Nos últimos anos, a Indonésia tem sido alvo de uma série de ações terroristas atribuídas ao grupo extremista Jemaah Islamiyah, supostamente vinculado à rede Al-Qaeda, liderada pelo milionário saudita no exílio Osama bin Laden.Aziz é um dos quatro homens indiciados até o momento pelos ataques quase simultâneos do ano passado contra restaurantes lotados de Bali. Todos os réus são acusados de colaborar com Noordin Top, o homem mais procurado do sudeste da Ásia, ou de transportar explosivos. Os veredictos dos outros três é esperado para a semana que vem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.