Militante islamita é suspeito de atentado na Rússia

Um russo membro de um grupo militante islamita do norte do Cáucaso foi apontado hoje como o principal suspeito pelo ataque suicida no maior aeroporto do país. Além disso, uma bomba explodiu hoje na região do Cáucaso, de maioria muçulmana.

AE, Agência Estado

27 de janeiro de 2011 | 13h37

Os investigadores ainda não publicaram nenhuma conclusão, três dias após o ataque que matou 35 pessoas. Mas o jornal Kommersant afirmou que a investigação recai sobre um homem chamado Razdobudko, da região de Stavropol, ao norte das montanhas do Cáucaso. Ele é suspeito de pertencer a um grupo militante islamita local chamado Nogaisky Dzhamaat. "Ele não é a única pessoa suspeita de envolvimento nos ataques", afirmou uma fonte de segurança ao jornal. "Então não vale a pena nos apressarmos para tirar conclusões".

Enquanto isso, quatro pessoas foram mortas hoje e seis ficaram feridas na explosão de um carro-bomba perto de um café no norte do Cáucaso, na região do Daguestão. A explosão ocorreu nas proximidades da cidade de Khasavyurt.

Ataques de militantes islamitas já mataram centenas de pessoas na região nos últimos anos. O governou russo travou duas guerras contra rebeldes separatistas na Chechênia, nos anos 1990, mas a insurgência tornou-se agora mais islamita e se disseminou para os vizinhos Ingushetia e Daguestão. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Rússiaatentadoinvestigaçãosuspeito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.