Militante norte-irlandês é vítima de sua própria bomba

William Moore Campbell, um suposto militante anticatólico de 19 anos, morreu ondem vítima de uma bomba incendiária que ele próprio carregava. Conforme a polícia, a explosão ocorreu em frente a uma casa abandonada em Coleraine, uma cidade litorânea no norte da província. De acordo com autoridades norte-irlandesas, Campbell foi atingido no rosto. Ele morava nas proximidades e a casa abandonada era utilizada como depósito de armas por paramilitares protestantes foragidos da polícia. Diversas casas de um bairro onde vivem católicos e protestantes foram esvaziadas enquanto especialistas do Exército da Grã-Bretanha examinavam um suposta bomba encontrada nas proximidades. Nenhum grupo assumiu a autoria do atentado. Mas policiais e políticos disseram que o incidente estava ligado às centenas de ataques com bombas incendiárias contra propriedades católicas em toda a Irlanda do Norte.

Agencia Estado,

04 Janeiro 2002 | 13h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.