Militante que atacou aeroporto é identificado

O Kremlin disse ontem ter identificado o homem-bomba que deixou na semana passada 35 mortos e 180 feridos no aeroporto de Domodedovo, em Moscou. O militante não teve seu nome revelado, mas autoridades afirmaram que ele tinha 20 anos e era da região separatista do Norte do Cáucaso. A comissão que investiga o atentado disse ainda que o objetivo do ataque era "antes de tudo" matar estrangeiros que estavam no aeroporto. "Não é por acaso que o ataque ocorreu na parte do desembarque internacional", disse Vladimir Markin, porta-voz do comitê.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.