Militante suicida mata 5 em mesquita da Nigéria

Um militante suicida explodiu uma bomba que matou cinco pessoas na sexta-feira em uma mesquita no centro da cidade de Maiduguri, no nordeste da Nigéria, segundo os militares, em mais um ataque no qual as suspeitas recaem sobre os insurgentes da seita Boko Haram.

Reuters

13 de julho de 2012 | 19h43

Por pouco a explosão não atingiu o vice-governador do Estado de Borno, Zanna Umar Mustapha, e o líder religioso regional Abubakar Umar Garbai El-Kanemi, que participavam das preces da sexta-feira.

"O homem-bomba tinha cerca de 15 anos de idade... Felizmente nós dois escapamos ilesos", disse Mustapha a jornalistas.

Seis pessoas também ficaram feridas no ataque, segundo um porta-voz militar.

A Boko Haram já matou centenas de pessoas neste ano como parte da sua insurgência contra o presidente Goodluck Jonathan. O grupo tenta criar um Estado islâmico em parte da Nigéria, país mais populoso e maior produtor de petróleo da África.

A seita costuma atacar funcionários públicos, figuras religiosas e locais de culto, geralmente igrejas cristãs.

(Por Ibrahim Mshelizza)

Mais conteúdo sobre:
NIGERIAATENTADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.