Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Militantes afegãos ligados ao Taleban negociam a paz

O principal representante da Organização das Nações Unidas (ONU) no Afeganistão, o diplomata sueco Staffan de Mistura, se reuniu hoje com uma delegação de grupos militantes ligados ao Taleban, que levaram uma oferta de paz ao governo afegão. É a primeira vez que representantes do grupo do senhor da guerra Gulbuddin Hekmatyar viajaram para Cabul para discutir a paz.

AE-AP, Agencia Estado

25 de março de 2010 | 18h25

Ainda é difícil precisar se as negociações vão levar ao final da guerra, que já dura oito anos. Para isso, os militantes exigem que as tropas estrangeiras deixem o Afeganistão um ano antes do planejado pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que pretende retirar suas tropas em julho de 2011.

Em comunicado, a ONU disse que Staffan de Mistura ouviu a oferta de paz da delegação e indicou que "suas visitas a Cabul e as atuais discussões com as autoridades afegãs destacam a importância do diálogo liderado pelo Afeganistão com o objetivo de garantir a estabilidade no país".

Separadamente, a comissão de direitos humanos da ONU pediu hoje o cancelamento da lei que anistia pessoas que cometeram violações aos direitos humanos no Afeganistão. A lei foi publicada oficialmente em dezembro de 2008, mas informações sobre sua aplicação não surgiram até o início deste ano, o que despertou críticas de ativistas afegãos e internacionais.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoguerrapazTalebanONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.