Militantes atacam base militar no Paquistão

Há relatos de que extremistas mataram tropas e fizeram reféns; suspeitas recaem sobre o Talebã.

BBC Brasil, BBC

22 de maio de 2011 | 17h57

Militantes armados atacaram neste domingo uma base militar na cidade paquistanesa de Karachi, a maior do país, informaram autoridades.

Testemunhas ouviram diversos tiros e explosões perpetrados pelos agressores, que entraram em confronto com as tropas presentes na base militar de Mehran.

Há relatos de que os extremistas mataram soldados e fizeram outros reféns, mas os números não foram confirmados até o início da noite deste domingo.

Nenhum grupo assumiu a autoria do ataque imediatamente após sua ocorrência, mas militantes do Talebã paquistanês haviam ameaçado retaliações à morte do líder da Al-Qaeda, Osama Bin Laden, ocorrida durante uma operação americana na cidade paquistanesa de Abbottabad em 1º de maio.

Autoridades paquistanesas afirmam que os militantes atacaram três hangares da base e danificaram diversas aeronaves. Parte da base foi incendiada.

'Vingança'

No último dia 13, um ataque à bomba duplo contra uma academia paramilitar no noroeste do Paquistão matou ao menos 80 pessoas, segundo a polícia local.

Outras dezenas ficaram feridas no atentado, que alvejou um centro de treinamento em Shabqadar, no distrito de Charsadda.

O Talebã paquistanês assumiu a autoria do atentado e disse que foi uma vingança pela morte de Bin Laden.

Ao mesmo tempo, o governo paquistanês está sob pressão internacional para explicar como Bin Laden conseguiu passar anos escondido no país sem ter sido localizado pelas autoridades locais antes da operação americana.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.