Militantes atacam e destroem parte de gasoduto no Egito

Militantes não identificados atacaram hoje um gasoduto na Península do Sinai, no Egito, informaram autoridades de segurança. É o terceiro ataque sofrido pelo gasoduto este mês e o quinto desde a queda do ex-presidente egípcio Hosni Mubarak, em fevereiro. O gasoduto, que transportava gás natural para Israel, está inativo desde o último dia 12.

AE, Agência Estado

30 de julho de 2011 | 11h36

No ataque de hoje, os militantes destruíram o terminal de al-Shulaq, a cerca de 10 quilômetros da fronteira egípcia com a Faixa de Gaza. Tratava-se do último terminal antes de o gasoduto entrar no mar em direção a Israel.

Ninguém assumiu a autoria do ataque, mas autoridades egípcias o atribuem a um grupo de militantes beduínos que vêm enfrentando forças de segurança na península. Em el-Arish, principal cidade da região, seis pessoas morreram em confrontos ontem, incluindo um oficial militar e um capitão de polícia. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Egitoconfrontosmilitantesgasoduto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.