Militantes atacam posto militar no Paquistão e matam 31

Militantes atacaram um posto de controle do exército no noroeste do Paquistão neste sábado, deixando ao menos 31 pessoas mortas no ataque inicial, fogo cruzado posterior e um ataque com míssil a uma casa, afirmaram autoridades.

SAUD MEHSUD, Reuters

02 de fevereiro de 2013 | 09h24

O Talibã do Paquistão assumiu a responsabilidade pelo ataque, afirmando que a ação foi motivada em resposta a ataque de drone dos Estados Unidos no Waziristão Norte no mês passado, que resultou na morte de dois comandantes.

Os militantes atacaram o posto de Lakki Marwat cedo neste sábado.

Fontes de segurança afirmaram que ao menos 12 militantes e nove oficiais e civis foram mortos no confronto. Dois corpos tinham cintos com bombas, disse um oficial.

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOATAQUE31MORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.