Militantes atacam terminal da Otan no Paquistão

Militantes atacaram um terminal de transporte no Paquistão usado para abastecer tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e dos Estados Unidos no Afeganistão neste domingo, matando um guarda e ateando fogo a 106 caminhões. O ataque a suprimentos destinados a tropas estrangeiras no Afeganistão foi o mais ousado até agora e alimentou temores de que militantes do Taleban poderiam cortar ou interromper seriamente a rota que passa por território paquistanês. Até 75% dos suprimentos para forças ocidentais no Afeganistão passam pelo Paquistão, depois de serem abastecidos por navios no Porto de Karachi, no Mar da Arábia. Segundo o oficial de polícia Kashif Alam, cerca de 30 assaltantes portando armas e mísseis atacaram o Portward Logistic Terminal, próximo à cidade de Peshawar antes do amanhecer.Um guarda do terminal foi morto no ataque e o fogo se espalhou entre os veículos que estavam estacionados. Alam afirmou que 62 caminhões foram destruídos. O administrador do terminal, Kifayatullah Khan, no entanto, disse que 106 unidades foram destruídas, incluindo 62 que carregavam veículos Humvees. Os outros caminhões queimados carregavam contêineres fechados ou outros veículos.Uma série de ataques recentes a caminhões entre Peshawar e a fronteira com o Afeganistão chamaram atenção para a vulnerabilidade daquela rota. Na semana passada, insurgentes atacaram outro terminal perto de Peshawar e queimaram 12 caminhões com suprimentos para a OTAN, incluindo vários Humvees. Dois policiais foram assassinados. Autoridades da OTAN e dos EUA disseram que as perdas na rota não estão afetando suas operações no Afeganistão. Além disso, a OTAN está procurando abrir rotas alternativas na Ásia Central.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.