Militantes continuam em mesquita no Paquistão

Militares afirmam que pelo menos cem estudantes se renderam

Agencia Estado

04 Julho 2007 | 17h28

Os líderes da Mesquita Vermelha em Islamabad e seus seguidores continuam no interior da mesquita, mesmo depois de vencido o prazo dado pelo governo para que se rendessem. Eles tinham até as 11 horas (horário local, 3 horas em Brasília) para baixarem suas armas e renderem-se.O vice-líder da mesquita, Abdul Rashid Ghazi, disse que estava preparado para conversar com o governo, porém, declarou: "nós continuaremos a nos defender". Ele declarou a uma emissora de TV local que não sabia de nenhum prazo para rendição.Segundo oficiais militares que estão nas proximidades da mesquita, mais de cem estudantes, a maioria jovens mulheres, deixaram a mesquita e um seminário feminino e se renderam.

Mais conteúdo sobre:
Paquistãomesquita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.