REUTERS/Madjiasra Nako
REUTERS/Madjiasra Nako

Militantes do Boko Haram são repelidos após ataque no nordeste da Nigéria

Grupo acentuou ataques a países vizinhos

REUTERS

14 de fevereiro de 2015 | 13h07

Militantes fortemente armados do Boko Haram atacaram neste sábado a cidade de Gombe, no nordeste da Nigéria, mas foram posteriormente repelidos, disse uma fonte do governo de segurança.

Mais cedo, explosões e tiroteios podiam ser ouvidos após os combatentes tomarem um posto de controle na periferia da cidade, que já havia sido bombardeada, mas nunca havia sido alvo de tentativas de controle de insurgentes.

A luta do Boko Haram por um estado islâmico tornou-se a mais grave ameaça à maior economia da África e grande produtora de petróleo, matando milhares, sequestrando centenas e cada vez mais ameaçando os vizinhos Camarões, Chade e Níger, que também enfrentam insurgentes.

A Nigéria adiou uma eleição presidencial por seis semanas, citando a ameaça à segurança causada pelo Boko Haram.

(Reportagem de Isaac Abrak e Ardo Abdallah)

Tudo o que sabemos sobre:
NIGERIAAQTAQUEBOKOHARAM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.