Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Militantes do Fatah matam chefe do Hamas na Faixa de Gaza

Na madrugada deste domingo, 11, militantes do movimento nacionalista Fatah mataram Mohamad al-Kafarna, que ocupava um posto de chefia na organização islamita Hamas, e feriram outras quatro pessoas, segundo fontes da segurança palestina.A vítima era membro da "força auxiliar" formada pelo governo do Hamas na Autoridade Nacional Palestina (ANP), no povoado de Beit Hanoun. Ele morreu ao ser emboscado em seu carro. O Hamas responsabiliza o Fatah pelo ataque. Um porta-voz do Fatah, Abed o-Halim Awad, acusou, por sua vez, milicianos do Hamas de emboscar milicianos das Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, filiadas a seu movimento. Segundo o porta-voz, militantes armados do Hamas atacaram os escritórios do Fatah em Beit Hanoun.Kafarna foi a primeira vítima fatal nos enfrentamentos entre os dois lados desde a assinatura de acordos - para formar um governo de união nacional, ainda em gestação - entre o presidente da ANP e líder do Fatah, Mahmoud Abbas, e o primeiro-ministro designado Ismail Haniyeh, do Hamas.Os acordos, assinados na cidade saudita de Meca, haviam encerrado um período de violentos enfrentamentos entre as facções, entre dezembro e janeiro passados.Abbas se reunirá neste domingo em Jerusalém com o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, e na segunda-feira voltará a Gaza para retomar as negociações para o próximo governo com Haniyeh.Haniyeh declarou no sábado, 10, à Voz da Palestina, emissora de rádio e TV da ANP, que a nova coalizão do governo de união nacional será anunciada na próxima quinta-feira, 15, e que no sábado, 17, ele pedirá o voto de confiança do Conselho Legislativo palestino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.