Militantes do Taleban são mortos no Paquistão

Forças de segurança do Paquistão encurralaram os últimos membros de um grupo de militantes do Taleban que realizou um ataque no aeroporto internacional de Peshawar, e todos os militantes morreram no confronto que se seguiu neste domingo, segundo autoridades locais.

AE, Agência Estado

16 de dezembro de 2012 | 14h01

Três dos militantes foram mortos pelas forças de segurança e os outros dois detonaram as bombas que carregavam no corpo. Outros cinco militantes morreram durante o ataque ao aeroporto, no sábado à noite. Quatro civis morreram e 40 ficaram feridos no sábado, e um policial morreu no confronto do domingo.

Peshawar fica no limite da região tribal do Paquistão e é vista como o principal santuário para militantes da Al-Qaeda e do Taleban no país. A cidade já foi atacada várias vezes nos últimos anos, mas o ataque de sábado foi o primeiro contra o aeroporto, que é usado tanto pela força aérea quanto por autoridades civis.

Esta foi a terceira grande base militar atacada pelo Taleban nos últimos 18 meses, o que mostra que o grupo mantém sua força apesar das ofensivas do exército na região.

Os dez membros do Taleban iniciaram o ataque de sábado lançando foguetes contra o muro que cerca o aeroporto. Depois, detonaram dois carros-bomba e minas antitanque para tentar invadir o local, segundo militares, mas nenhum deles conseguiu entrar no aeroporto.

Os civis que foram mortos e feridos durante o ataque eram moradores de bairros próximos ao aeroporto. Ainda não se sabe se eles foram vítimas dos foguetes e bombas ou do fogo cruzado entre as forças de segurança e os militantes. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoaeroportoataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.