Militantes incendeiam quartel da polícia palestina

Um grupo de militantes ateou fogo em um quartel policial palestino em Zwaida, ao sul da cidade de Gaza, neste sábado. O atentado é um aparente protesto pela demora de Yasser Arafat em promover reformas nos serviços de segurança. Não houve feridos e nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque até o momento. O fogo causou estragos também no edifício vizinho ao prédio da prefeitura. Também na região sul de Gaza, em Khan Younis, militantes das Brigadas de Mártires Al Aqsa invadiram o edifício do governo local para exigir empregos. O grupo está ligado ao movimento Fatah, de Arafat, mas seus integrantes mais jovens tem se mostrado descontentes com a concentração do poder em torno dos colaboradores mais próximos do líder palestino.Gaza tem estado mergulhada em meio a tensão há mais de uma semana, o que detonou uma crise política no governo palestino.

Agencia Estado,

24 de julho de 2004 | 05h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.