Militantes islâmicos atacam quartéis do norte da Nigéria

Militantes islâmicos atacaram os principais quartéis militares da cidade de Maiduguri, no norte da Nigéria, nesta sexta-feira, com tiros e explosões, mas o Ministério da Defesa disse que os insurgentes foram repelidos.

AE, Agência Estado

14 de março de 2014 | 13h33

Soldados entraram em tiroteio com os rebeldes nos quartéis de Giwa, local que concentra uma da ofensiva de 10 meses das forças de segurança para conter a revolta islâmica no nordeste da Nigéria usando poderes de emergência concedidos pelo Estado.

De acordo com vária reportagens da mídia local, aviões de combate bombardearam alvos na cidade, mas o Ministério da Defesa se recusou a confirmar isso. O porta-voz do órgão, Chris Olukolade, disse que os militares impediram um ataque destinado a libertar extremistas que estavam detidos nos quartéis.

A instalação militar teria sofrido uma invasão, porque Olukolade disse que os militantes sofreram "fortes baixas", incluindo alguns detidos que foram mortos no tiroteio. Segundo ele, quatro soldados ficaram feridos no embate. Operações de busca por terra e ar estão em curso, afirmou. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
nigériaataquequartéismaiduguri

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.