Militantes ligados ao Hamas morrem em ataque israelense

Aviões de guerra israelenses dispararam mísseis contra um veiculo que transportava militantes palestinos associados ao Hamas nesta sexta-feira na cidade de Rafah. Seis pessoas morreram, incluindo um especialista em explosivos e sua filha de cinco anos, informaram médicos do hospital local. O ataque tinha como alvo um campo de treinamento do Comitê de Resistência Popular, um grupo de apoio para atiradores de várias facções, incluindo o Hamas. O Exército de Israel afirma que a aeronave atacou o veículo quando este saía do campo de treinamento. Segundo a polícia palestina, quatro mísseis foram disparados. Entre os mortos estão pelo menos três militantes, incluindo Iyad Abul Aynayn, de 29 anos, que tem laços com o Hamas e era principal especialista em explosivos do grupo. A filha de Aynayn, de cinco anos, também morreu. Oficiais de segurança palestinos informaram que 14 pessoas ficaram feridas. Uma delas entrou em coma. O ataque aéreo na cidade na região sul de Gaza acontece enquanto o primeiro-ministro palestino do Hamas, Ismail Hanyie, e o presidente da Autoridade Palestina (AP), Mahmoud Abbas, tentam chegar a um acordo sobre suas crescentes diferenças.

Agencia Estado,

07 Abril 2006 | 17h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.