Militantes palestinos bombardeiam sul de Israel

Militantes palestinos na Faixa de Gaza bombardearam hoje o sul de Israel com dezenas de morteiros e foguetes, prejudicando os esforços diplomáticos de reviver uma trégua que venceu no final de semana entre o país judeu e o grupo palestino militante Hamas. Ninguém ficou ferido na barragem de artilharia, mas explosivos que aparentemente falharam na rota feriram três civis e mataram dois militantes em Gaza. Um dos civis feridos trabalhava para o Centro Palestino de Resolução de Conflitos.O Hamas disse que o bombardeio ocorreu em retaliação pelas mortes de três de seus combatentes em um confronto com tropas israelenses ontem. Israel disse que os militantes plantaram explosivos no norte de Gaza ao longo da barreira da fronteira. Cerca de 60 foguetes e morteiros bombardearam o sul de Israel. Uma fábrica, uma residência e outras estruturas foram danificadas. Os foguetes chegaram até Beit Hagdi, uma pequena comunidade a cerca de 20 quilômetros da Cidade de Gaza. Os militantes disseram não ter provocado ataques diretos em Gaza, o que sugere que as explosões foram causadas por explosivos que falharam na rota.Em meio à violência, os dois lados demonstraram disposição em considerar reviver a trégua que venceu na sexta-feira. O Egito, que mediou o cessar-fogo original, lidera o esforço diplomático para renovar a trégua e, na quinta-feira, a ministra de Relações Externas de Israel, Tzipi Livni, irá se reunir com o presidente egípcio, Hosni Mubarak, no Cairo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.