Militantes são mortos em atentado frustrado no Paquistão

Mais de doze militantes armados atacaram hoje a casa de um prefeito anti-Taleban, Fahim Khan, no noroeste do Paquistão. A ação foi repelida por seguranças, que mataram três dos atacantes, de acordo com a polícia local. Fahim Khan é prefeito da cidade de Bazid Khel, próxima a Peshawar - a maior cidade do noroeste do país - e recentemente tem sido alvo de vários ataques.

AE-AP, Agencia Estado

15 Novembro 2009 | 09h47

O ataque de hoje faz parte de uma onda de violência recente na região, como represália a uma ofensiva do exército que começou no mês passado nas áreas tribais do Waziristão do Sul, onde se acredita que líderes do Taleban e da Al-Qaeda estejam se escondendo.

Alguns dos atacantes se disfarçaram com burcas, a roupa tradicional de muçulmanas devotas da região, de acordo com Nabi Shah, um oficial local. "Os seguranças viram três mulheres de burca se aproximando de manhã cedo e as abordaram. Nesse momento, os homens tiraram os disfarces e abriram fogo. Mas os seguranças estavam preparados e reagiram rapidamente," explicou Shah.

Khan é o segundo prefeito a ser atacado na última semana por organizar uma milícia local anti-Taleban. No domingo passado um homem-bomba atacou uma feira de rua lotada nos arredores de Peshawar, matando 12 pessoas, inclusive um prefeito que apoiava o Taleban, mas que havia trocado de lado.

Mais conteúdo sobre:
atentado Taleban Paquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.