Militantes seqüestram 156 operários no Afeganistão

Militantes pararam ontem três ônibus que levavam trabalhadores afegãos e seqüestraram todas as 156 pessoas que estavam a bordo, disseram funcionários, hoje. O incidente ocorreu no distrito de Bala Baluk, província de Farah, segundo o porta-voz do Ministério do Interior Zemeri Bashary. Segundo o governador Younis Rasouli, os operários trabalhavam na construção de uma base militar para o Exército afegão em Farah, a capital provincial.Ninguém assumiu a autoria do crime. De acordo com as autoridades, nenhum grupo ainda fez contato. "Que demanda eles teriam do governo? Eles são pobres e inocentes operários que estão viajando grandes distâncias para trabalhar", afirmou Bashary. Os seqüestros em troca de dinheiro são comuns no Afeganistão, mas não havia ocorrido um caso do tipo com tantos reféns.Também hoje, parlamentares franceses aprovaram o prosseguimento da missão militar do país em território afegão. O texto foi aprovado na Câmara dos Parlamentares por 343 votos a 210. O Senado deve ainda votar o tema hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.