Reuters
Reuters

Militar americano morre em explosão ao norte de Mossul

Mais de 100 militares americanos assessoram as forças de segurança iraquianas e os peshmergas (combatentes curdos), que avançam de várias frentes para Mossul, a segunda maior cidade do Iraque

O Estado de S. Paulo

20 de outubro de 2016 | 21h40

BAGDÁ - Um membro das Forças Armadas dos Estados Unidos morreu nesta quinta-feira, 20, pela explosão de uma bomba ao norte de Mossul, no Iraque, disseram funcionários americanos, enquanto as forças iraquianas na região avançavam para essa cidade em poder do grupo Estado Islâmico (EI).

"Um membro das Forças Armadas americanas morreu pelos ferimentos provocados pela explosão de um artefato artesanal no norte do Iraque", disseram funcionários do Pentágono e a coalizão dirigida por Washington que combate o EI.

Um funcionário do departamento de Defesa informou que o militar provavelmente teria sido morto em operações "relacionadas a Mossul", sem dar mais detalhes.

Mais de 100 militares americanos assessoram as forças de segurança iraquianas e os peshmergas (combatentes curdos), que avançam de várias frentes para Mossul, a segunda maior cidade do Iraque.

Os responsáveis da coalizão não identificaram a vítima e disseram que mais informações sobre o caso serão divulgadas conforme for "adequado", já que esses dados costumam ser transmitidos primeiramente aos parentes da vítima.

A rede CNN informou que um funcionário disse que o militar foi transferido do campo de batalha, mas não sobreviveu aos ferimentos e nenhum outro efetivo americano foi ferido. Esse é o quarto militar americano que morre no Iraque desde que começaram as operações no país contra o EI em 2014. / AFP

Mais conteúdo sobre:
Iraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.