Militar americano morto em novo atentado no Iraque é o 13º em 72 horas

Um militar americano morreu na explosão de uma bomba ao norte de Bagdá, elevando a 13 o número de soldados dos Estados Unidos mortos no Iraque nas últimas 72 horas, informou nesta quinta-feira o comando americano.O militar morreu na quarta-feira na explosão de uma bomba durante a passagem do veículo no qual viajava nas proximidades da localidade de Balad, cerca de 60 quilômetros da capital.Em outra nota divulgada no mesmo dia, o Exército americano informou que dois militares também morreram na quarta-feira em Bagdá e na província ocidental de Al-Anbar em ataques da insurgência.Na quarta-feira, o comando americano informou que dez de seus soldados morreram em ataques separados que ocorreram em diferentes partes do Iraque no dia anterior.Com estas novas mortes, chega a 2.778 o número de soldados americanos mortos no Iraque desde o início da invasão e posterior ocupação do país por tropas multinacionais lideradas pelos EUA, em março de 2003.Mortes civisPelo menos 10 pessoas morreram e 23 ficaram feridas na explosão de uma bomba ocorrida ainda nesta quinta-feira em um mercado da localidade de Al-Khales, localizada ao norte de Baquba, segundo fontes policiais da província de Diyala.De acordo com a Polícia, a explosão, que ainda não se sabe se foi produzida por uma bomba colocada no mercado ou por um carro carregado de explosivos, ocorreu por volta das 17h locais (11h em Brasília).O atentado ocorreu aproximadamente meia hora antes do "iftar", momento no qual os muçulmanos rompem o jejum durante o mês do Ramadã.As fontes policiais acrescentaram que duas pessoas morreram e 14 ficaram feridas, entre elas seis policiais, na explosão de outro carro-bomba em Al-Meqdadiya, a nordeste de Baquba. Este atentado também causou vários danos materiais em estabelecimentos comerciais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.