Militar anuncia Golpe de Estado na Guiné após morte de ditador

Grupo que se classifica como Conselho Nacional pela Democracia anuncia dissolução do governo no país

Associated Press,

23 de dezembro de 2008 | 07h30

Um grupo que se classifica como Conselho Nacional pela Democracia anunciou nesta terça-feira, 23, a dissolução do governo da Guiné. No que aparenta ser uma Golpe de Estado, um porta-voz apareceu na TV nesta terça vestindo um uniforme militar e leu um comunicado dizendo que o governo, incluindo a Constituição do país, cortes e Parlamento foram dissolvidos. Ele não revelou seu nome ou patente. O anúncio foi feito apenas seis horas após a divulgação da morte do ditador da Guiné, Lansana Conte. A Constituição determina que o presidente da Assembléia Nacional assuma como o próximo presidente do país.

Tudo o que sabemos sobre:
GuinéGolpe de Estado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.