Militar defende 'guerra ao Islã' e é rebaixado

O tenente Matthew Dooley, do Exército americano, foi rebaixado para trabalhos burocráticos após ter defendido uma "guerra ao Islã" durante uma palestra. Ele já havia sido repreendido por defender o uso da "tática de Hiroshima" contra os muçulmanos.

O Estado de S.Paulo

27 de novembro de 2012 | 02h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.