Militar defende 'guerra ao Islã' e é rebaixado

O tenente Matthew Dooley, do Exército americano, foi rebaixado para trabalhos burocráticos após ter defendido uma "guerra ao Islã" durante uma palestra. Ele já havia sido repreendido por defender o uso da "tática de Hiroshima" contra os muçulmanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.