Militar é detido no Paraguai por tráfico de armas

O tenente-coronel paraguaio Enrique Sarubbi foi detido por participação em um esquema de tráfico de armas para o Brasil. A informação foi confirmada pelo vice-presidente do Paraguai, Luis Castiglioni. O tenente-coronel foi detido dias atrás quando, supostamente, comandava um bando que furtou da força aérea cerca de 50 metralhadoras antiaéreas que deveriam ser vendidas a traficantes de drogas no Brasil. O valor do material não foi informado."Com esta medida, o governo está dando mostras de sua luta contra a corrupção e, em especial, para esclarecer numerosos casos de roubo de armas militares. Vamos eliminar os delinqüentes de nossas forças armadas", disse Castiglioni. De acordo com o vice-presidente, as metralhadoras seriam vendidas para traficantes brasileiros. Ele disse também que Sarubbi foi pego em fragrante, com testemunhas qualificadas, e que a Justiça militar iniciará um processo contra o tenente-coronel nos próximos dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.