Militar tentou golpe em 1992

A relação de Wilmer Antonio Moreno com o presidente Hugo Chávez remonta a 1992, quando o militar participou com o líder bolivariano da tentativa de golpe contra Carlos Andrés Pérez. Durante a gestão de Chávez, Moreno atuou como chefe do Plano Bolívar 2000, em que o Exército atuou na reforma de espaços públicos.

O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2012 | 03h05

O general foi subdiretor da Direção de Inteligência Militar e também comandou a Direção Geral Setorial de Alistamento e o batalhão do Estado de Mérida. Atualmente, o militar coordenava um movimento político de militares reformados a favor da reeleição de Chávez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.