Militares afirmam ter matado 37 terroristas no Iêmen

Militares do Iêmen disseram ter matado 37 suspeitos de serem da Al-Qaeda em uma ofensiva em curso no sul do país.

Agência Estado

04 Maio 2014 | 11h13

Um comunicado do Ministério da Defesa, deste domingo, disse que os combatentes foram mortos durante a noite em confrontos e ataques aéreos na cidade de Meyfaa. Os militares disseram ainda que oficiais detonaram minas terrestres que teriam sido colocadas pelo grupo terrorista. Algumas famílias fugiram da cidade para a capital da província de Shabwa.

A operação militar tem apoio dos Estados Unidos para banir os militantes da Al-Qaeda das províncias sulistas de Abyan e Shabwa. Há uma violência persistente na região e soldados seguem empenhados na área. Oficiais falaram com repórteres em condição de anonimato.

Os Estados Unidos consideram o braço iemenita da Al-Qaeda um dos mais perigosos da organização no mundo. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Iêmen terroristas Al-Qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.