Militares ameaçam fechar jornais que ´ultrapassem limites´

A cúpula militar golpista na Tailândia avisou nesta sexta-feira que fechará os meios de comunicação que infringirem as normas sobre a limitação da liberdade de imprensa impostas após aqueda do ex-primeiro-ministro, Thaksin Shinawatra. A advertência foi feita num comunicado do Ministério de Comunicação e de Informação Tecnológica, que controla todos os canais de televisão estatais e supervisiona o conteúdo da informação de emissoras, jornais e imprensa internacional. "Lembramos à imprensa sua obrigação de cumprir as novas normas. A infração pode ser punida com o fechamento", advertiu o Ministério. O conselho militar, presidido pelo chefe do Exército, generalSondhi Boonyaratglin, anunciou ontem que bloqueará os canais de televisão e cortará o sinal das rádios que divulguem "má informação e boatos". Até o momento, a censura se concentra nas emissoras tailandesas e internacionais, como BBC e CNN, cujas imagens foram bloqueadas em várias ocasiões desde quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.